<body ><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d9613165\x26blogName\x3dDynaHolanda\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://dynaholanda.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://dynaholanda.blogspot.com/\x26vt\x3d-7226695563917687303', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
 


O Casal:

Photobucket

em portugues:

Carioca do Rio de Janeiro,casada com o holandes Peter,de Amsterdam.
Nos nos casamos no Rio, em abril de 2003 e chegamos a Holanda em dezembro de 2003.
Conheci o Peter em janeiro de 2001. Ele foi ao Brasil, de ferias. Naquela epoca, eu morava em Sao Paulo - pois estava terminando o meu curso de Direito.
Hoje ja estamos mais adaptados a toda essa mudanca. Ainda falta muita coisa. Leva tempo. Mas valeu pena. Estamos felizes.
Ja passamos muita coisa. Ja conseguimos falar um pouco o holandes. Os meninos ja falam tudo. Entendo bastante. Por que nao dizer muito? Falo menos que isso (rs...). Peter ja entende mais portugues do que diz saber. Desistir? Nunca. Vamos ate o fim em tudo. E enquanto prosseguimos, voce aproveita e compartilha com a gente da nossa historia e nossas fotos!!


in English:

Naldy, Brazilian, from Rio de Janeiro, married to the Dutch Peter, from Amsterdam.
We married in Rio on April 2003 and started living together in Holland in December, 2003.
I met Peter in january, 2001.In Brazil. He was on vacation. At that time I was living in Sao Paulo because I was finishing my studies to become a lawyer.
Now we are more used to our new life here. Off course there are so many things to know, to learn. It takes time. But it is worth it.
We are happy.
We have experienced a lot. I can speak some Dutch. The kids can speak Dutch already. I could say a lot. I talk less than this. (lol). Peter understands more Portuguese than he tells us! Give up? Never. We will go on until the end. And while we are here, why don t you enjoy sharing our story and our pictures?

Eu amo :
Musica-especialmente bossa nova- e a que toca aqui e PASSEAR do Helio Zaggaglia e eu canto!, gosto de dormir, amigos, cinema, filmes, shopping!!
Mas amo de paixao meus filhotes, o meu amor, minha familia e JESUS.


Eu odeio:
Inveja, ciume, falsidade, calor de 40 graus, frio com aquela chuva fininha
que nao dah pra usar sombrinha, suco de abacaxi.


Minhas Dicas:

Aulas de Holandes


Flog dos Nossos Filhos:

Fotolog do Filipe

Fotolog do Lucas
Orkut dos Nossos Filhos:

Orkut do Filipe

Orkut do Lucas

Sites interessantes:

BRASILEIROS NA HOLANDA
Mundo Pequeno
Dutch language links
Google - BUSCA
Expatica.com
Dutchnews.nl
IND - Imigracao
Traducoes
Traducoes Altavista
Empregos para quem nao fala holandes
Undutchables, empregos
Jornal O Globo
Tudo sobre a Holanda
Cidade de Eindhoven
Cidade Maravilhosa - Rio!
IBC-Eindhoven
PASTOR CORY HOMEPAGE
English Churches in Holland
E-Kerk - Igrejas na Holanda
Aglow International Eindhoven
English Speaking Aglow in Europe
Igreja Presbiteriana da Tijuca
IECT-Igreja Congregacional Tijuca

Dicas para vir para Holanda:


Blogo aqui também:


Familia Virtual:


Image hosting by Photobucket


Eindhoven:


The WeatherPixie

Rio de Janeiro:

The WeatherPixie



Quer me linkar no seu blog?

Pega meu selo:

Photobucket

Desenho do selo por Patibee!

Volte Sempre!


 Monday, December 11, 2006                

3 anos de Holanda/ 3 years of Holland

Prepare-se para ler bastante !!!

Esta semana passada comemoramos 3 anos que moramos na Holanda.
Foram 3 longos anos, totalmente diferentes de todo o tempo que passamos no Brasil.
Foram anos de aventuras, desventuras, alegrias, surpresas, tristezas mas, acima de tudo 3 anos em que nos descobrimos mais, caminhamos juntos, lutamos e já vencemos muitas batalhas.
Ainda lembro das primeiras expressões dos meninos quando chegamos aqui. Era Finzinho de novembro, e ao sairmos do aeroporto, em direção `a nossa nova casa, eles foram observando o trajeto. E… ‘nossa, as árvores estão peladas!’
Sim, não tinham folhas. No Brasil não temos isso. Somente quando a árvore está morta.
Eu já tinha vindo aqui no inverno antes de me mudar mas os kids, não. Tudo era novidade.

Oficialmente nossa chegada na Holanda se deu no dia 2 de dezembro, quando fomos `a prefeitura nos registrarmos como moradores.
Depois de alguns meses, recebemos também o famoso documento de identidade, que prova que estamos legalmente aqui e nos dá direito a trabalhar, estudar, enfim, sermos considerados cidadãos – estrangeiros.
Se eu fosse escrever sobre tudo daria um livro, por isso o blog ajudou bastante. Quem quiser ler mais e ver como eu ‘era’ basta clicar nos posts anteriores.
Mas esse post é mais um resumo e impressão de um tempo.

Deixando a parte jurídica de lado, claro - pois isso vcs podem ler no meu link ao lado, onde diz: ‘como vir para a Holanda’ - o importante e o gostoso foi perceber a mudança na gente.
Os meninos ficaram enormes. Se quiserem, vejam as fotos em nosso ‘fotolog’ –clicar acima.
Mas não é somente isso.

Hoje vejo o quanto já nos adaptamos ou nos integramos, como eles costumam dizer por aqui. Chegar atrasada já me deixa incomodada. Coisa que nós, brasileiros, nem pensamos, né?
Passar na casa de amigos sem telefonar antes? Já não fazemos há tempos.
Mas não é apenas detalhe como esse. Temos o lado divertido tb.
Café da manhã com pão e pasta de amendoim, ou pasta de chocolate e chocolate granulado por cima (tem que rir!)

Rimos e choramos muito. O idioma ainda me incomoda pois apesar de entender praticamente tudo, ainda não falo como gostaria.
Aqui não temos os ‘trezentos feriados’ que temos no Brasil, mas em compensação, temos ‘semana da primavera’ (normalmente depois do feriado da Rainha), ‘semana do outono’ e temos a ‘semana de festas natalinas’- entre Natal e Ano Novo, além das férias escolares. Essas semanas são para as crianças, não são feriados de trabalho, mas acho legal. Quando eu não trabalhava, tinha como sair com os meninos. Agora eles estão grandes e saem com os amigos tb.

Diferenças que até hoje sinto:

*Natal: comemora-se dia 25 e 26. dia 24 a noite é um dia normal. Estranhei muito isso.
*Presentes: aqui os presentes são distribuídos no dia 5 de dezembro, dia de Sinterklaas, o bispo espanhol. Muito estranho. Não existe essa comemoração no Brasil, e aqui em casa presente é dado no Natal mesmo.
*Não existe ‘parada militar’ e feriado aqui é o dia da Rainha – dia 30 de abril.
* comemora-se também em maio o dia da libertação dos Nazistas. O fim da Guerra. Muito lindo esse sentimento.
*Comida: aqui tudo é a base de batata. Aliás um dos posts anteriores traz detalhes sobre isso.
*Ser convidado para comer: isso é uma honra, pois Holandês não chama ninguém de última hora. Tudo é feito com antecedência. Mas também tem o lado bom disso: você é um convidado especial e é tratado como tal. O jantar gira em torno de você, normalmente fazem comida que sabem que vc gosta de comer. Enfim, muito legal.
*Festa de aniversário: gente, o bolo vem antes! Café ou chá com a torta. Depois vem salgadinhos ou jantar, dependendo do tipo de festa. Mas, claro vc fica sabendo antes se vai ter jantar. Hehe
*50 anos: sim, aqui se comemora em grande estilo os 50 anos da pessoa: SARA ou ABRAAO. Essa data é tão importante que as lojas vendem cartões especiais com essa data.
*12,5 de casados! Sim, aqui se comemora os 25 anos de casados -bodas de prata- mas a metade disso também é super comemorado, e em grande estilo. Muito legal.

Mais detalhes:

*Ninguém tem pressa. Sim, aqui todos esperam calmamente na fila da padaria, no supermercado, no sinal. Sim, ninguém buzina quando o sinal abre. E se alguém ousar faze-lo, hahaha todos olham admirados sem entender bem o porquê!
O vendedor, normalmente é o próprio dono da loja e deve ser tratado com o mesmo respeito que se trata o cliente. Não tem aquela diferença : ‘eu sou cliente, sou muito importante’. Aqui holandês acredita que o cliente merece ter privacidade. Engraçado que não vem ninguém perguntar: “precisa de ajuda?”, pois eles acham que estão invadindo sua privacidade. Esperam vc perguntar.

*roupas: sim, no verão é a mesma coisa, mas no inverno, amigos e amigas, a coisa muda. No Brasil, nós colocamos uma blusa de lã, ou coisa assim, mas aqui, tudo é calafetado, por isso, precisamos colocar roupas em camadas, ou seja, primeiro uma blusa e por cima outra, assim vai. Pois quando saímos, a temperature é baixa, mas quando entramos nas lojas, shoppings, nas casas, supermercados, carros, morremos de calor se estivermos apenas com uma roupa super aquecida. Com camadas, vamos tirando o que não precisamos e dentro do ambiente fechado, ficamos com roupas normais de inverno.

Coisas boas:
Vida normal, calma, tranquila sem desespero… Sim, aqui, mesmo que você não tenha feito o doutorado em sua profissão, terá um emprego digno, com salário digno. Você terá como pagar todas as suas contas. Talvez não tenha um carrão, ou talvez não poderá viajar frequentemente, mas sua vida será boa. Se ficar doente, terá medico e hospital sem ficar 3 dias na fila.
Nem tudo é perfeito, e claro que o sistema não funciona sempre como queremos e `as vezes temos que ‘chorar’ para conseguirmos. Como em todo lugar.
Já me irritei muito com os ‘huisarts’ da vida, mas aprendi a lidar com eles e agora, quando preciso da famosa ‘cartinha’ para ir ao especialista, sei bem como me explicar. Principalmente quando tento falar em holandês. Impressionante como eles ficam bem mais accessíveis!
Se estudou então, sua vida será muito boa. Hehe diferentemente do nosso país, que nem sempre ‘presenteia’ aquele que ‘ralou’ na universidade.Mas hoje não estou aqui para papo ‘político’. Mas quem falar mal do Brasil não tem o meu apoio Aliás,
a gente, brasuca, pode. Mas se o ‘dutchje’ falar eu não deixo.

Bem, vou ficando por aqui senão fica impossível postar.
E você acaba sem ler, certo?


My version:


This last week we celebrate 3 years that we live in Holland. We had 3 long years, totally different of all the time that we’ve lived in Brazil. They had been years of adventure, joy, surprises, and sadness but, above all, 3 years where we found out more about ourselves, we’ve walked together, we fought and already won many battles. I still remember the first impression of the boys when we arrived here. It was end of November, and when left the airport, to go to our new house, they had been observing the view. And... “Mom, the trees are naked”- Yes, they did not have leaves. In Brazil we do not have this, unless the tree is deceased. I had already come here in the winter before, but kids not. Everything looked new.
Officially our arrival in Holland was in the 2nd of December, when we were at the city hall, registering us as citizens. After some months, we’ve also received the famous document of identity, which shows we are legally here and it gives us the right to work and to study. If I would write on everything it would become a book, therefore this blog helped me a lot. If you want to know more about me, or to read about my experiences when I arrived here in Holland, click in the previous posts.
But this post is just a summary and impression of this time.

Leaving the legal part aside - therefore this you can read in the link, where it says: “how to come to Holland” – the important and nice is to realize the changes on us. The boys are growing. If you want, you can see the photos in our “fotolog” – you just have to click above.

But to be adapted, or integrated as they use to say here, is not only this.

Nowadays, I see the changes that these years brought me. To arrive late already bugs me. This is something that we, Brazilian people, don’t find a problem, do we? To pass by a friend’s without phoning before? We do not do it already. But it is not only details as these.
We have the amused side, too.

Breakfast with bread and pindakaas, or bread with chocolate butter and granule chocolate (lol).
We laugh and cry a lot. The language still bothers me because although I practically understand everything, I still do not speak, as I would like.

Here we do not have the ‘three hundred holidays’ that we have in Brazil, but to compensate, we have ‘week of the spring’ (normally after the holiday of the Queen), ‘week of the autumn’ and ‘Christmas week’- between Christmas and New Year, besides the school vacations. These weeks are for the children, they are not holidays, but I find cool. When I did not work, I had chance to spend time with the boys. Now they spend time also with their friends.

Differences that until today I feel:

· Christmas: is celebrated on the 25 and 26. The 24th, or the night from 24 to 25 is a normal day. I found it this very weird.
· Gifts: here the gifts are distributed in day 5 of December, day of Sinterklaas, the Spanish bishop. Very strange. This celebration does not exist in Brazil, and here in our house we still give and receive presents on Christmas.
· ‘Military parade’ does not exist and the big holiday is the day of the Queen - 30 of April.
· Food: here everything is based on potato. By the way, one of the previous posts brings details on this.
· To be invited to eat: this is an honor, therefore Dutch people do not call anybody at the last moment. Everything is done previously. But also it has the good side of this: you are a special guest and you are treated as one. Everything is about you; normally the hosts make foods that know you like to eat. At last, I find it very cool.
· Party of anniversary: people, the cake comes before! They bring coffee or tea with the pie. Later it comes snacks or supper, depending on the type of party. But, off course you know it in advance. Hehe
· 50 years: SARA or ABRAAO. Yes, if you’re going to celebrate your 50th anniversary this is really in great style. This date is so important that shops sell cards especially for this date.
· 12,5 of marriage! Yes, one commemorates the 25 married years here or – ‘silver weddings’ but the half of this is also super celebrated, and in great style. Very cool.

More details:

Nobody is in a hurry. Yes, everybody waits here calmly in the line of the bakery, the supermarket, and the traffic lights. Yes, nobody horn when the signal opens. And if you dare to do so, hahaha everybody looks at you admired without understanding the reason well!
· Clothes: I had to learn how to dress myself for the winter. There is no use to put a very warm sweater but we need to dress ourselves with several light clothes. So when we arrive in a warm place, we just can take them out.
· The dealer or the person who sells is most of the time the owner, too. So we cannot expect to have a different treatment, as if we were very important. Here, you won’t see someone asking you: “do you need anything, can I help you?” because they believe in privacy, so they will wait to see if you want them to help you.

Good things:

· Normal, calm life, without desperation... Yes, here if you haven’t studied or if you don’t have Phd, you can have a nice job, with worthy wage. You will be able to pay all your bills. Perhaps you cannot have a new car, or perhaps you will not be able to travel frequently, but your life will be good. If you are sick, you will have medication and hospital without being 3 days in the line. Not everything is perfect, and for sure the system does not function as we want and sometimes we have ‘to cry’ to obtain. Sometimes, I am very annoyed with huisarts or family doctor here, but I learned to deal with them and now, when it’s necessary to get the well-known ‘letter for the specialist’, I know how to ask. Mainly when I try to speak in Dutch. Amazing how they are well more reasonable!
· If you have your degree recognized here and work experience, then your life will be very good. Hehe differently of our country, that not always brings us that ‘compensation’ for our efforts. But today I am not for ‘this kind of subject’. But if you talk badly about Brazil you will not have my support.

Well, I stop here otherwise it’s impossible to post. And then you do not read the message, do you?

12 Comments:

Anonymous Maíra said...

Oi Dy! Adorei saber mais sobre a chegada de vocês aí! Tem muita diferença mesmo, rimos e choramos, mas vamos aprendendo a gostar dessas diferenças e a sermos feliz na noss nova casa.
Bjinhos

7:01 AM  
Anonymous Elizabeth said...

Oi Naldy,
Obrigado pelo cartão chegou hoje e me deixou super feliz.
Legal ler sobre estes primeiros tres anos. Parece que a Hollanda e a Suecia tem muita coisa em comum pelo que li. Acho que até o idioma parece um pouco um com o outro, pelo menos é o que diz o marido aqui.
Beijos

7:27 AM  
Anonymous Anonymous said...

Oi, Tia Naldy!!!
Mto legal o seu post! O tempo passa voando, naum eh mesmo??? Minha familia e eu jah vamos completar 7 anos aqui na Alemanha...
E, jah q estamos falando em datas, naum podsso deixar de dizer q jah completei 4 meses de casada!!! Parece q foi ontem o meu dia de princesa =)
Deus eh mto bom e me deu um marido maravilhoso e q tah todo empolgado aprendendo a nossa lingua...
No mais, estou fazendo faculdade. Meus cursos sao Alemão e Espanhol...e tenho Latim tb...estou amando!
Deus abençõe vcs aih ainda mais...Fico feliz em saber q jah estao bem adaptados.
Bjo grande da Rode (www.fotolog.com/rosita_news)

9:41 AM  
Anonymous Meire said...

TO PASSANDO PRA DESEJAR FELIZ NATAL E ANO NOVO...
Nos veremos em 2007.
Bjs

9:52 AM  
Blogger milton toshiba said...

Dy só estranho o bolo antes dos salgados... é que perderia a fome...,heheheh.

Papai ia muito ,quando morava em Paris. Termos um tamanco de porcelana que deve ter mais de 50 anos.

boa semana

bjs

1:31 PM  
Anonymous Rydianne said...

Oi naldy, nossa que saudade de vc, fazia tempo que eu não dava uma passadinha aqui, neste momento estou no Brasil, resolvendo minha vida, pra casar e ir embora de vez pra Holanda, os costumes realmente são diferentes e eu voltei bem mais gordinha por causa da alimentação que é muito nutritiva (ou gorda) hahauahuahau tudo à base de batata, mas que opções delíciosas que tem nos supermercados, mas sabe que quando voltei a comer meu feijão com arroz e eu achei tão delicíoso parecia que eu nunca tinha comido algo assim, não tem jeito a comida brasileira continua sendo a melhor e disso vou sentir muita falta.
Um beijão pra vc te desejo muita Paz e Alegria neste Natal e nesta virada de ano e que A Paz de Deus esteja sobre o seu lar.

5:09 AM  
Anonymous mulher de 30 said...

Oi querida que saudade o_O parabens pelos 03 anos ai viu =)

7:07 AM  
Blogger Vera Fróes said...

Dy, adorei saber um pouco mais sobre a Holanda. Aqui no sul temos o hábito de comemorar os 50 anos de vida e as bodas de prata, tbm. Agora a metade dos 25, é uma surpresa. É bodas de quê???
Com relação a sua colocação dos militares, falo hoje sobre isso. Dê uma passadinha lá.

Bjos.

3:05 AM  
Blogger Diana Jaspers said...

Hi Naldy! I know all that you talk of here because I lived in Holland too. Many different kinds of memories like you. It was a great experience and I have many great friends like you! I am very happy to be home now and I look forward to seeing you again for a visit!

1:31 PM  
Anonymous Verônica said...

Olá Dy!

Que interessante estas diferenças!!....mudando de país, de latitude, cultura...notamos tantas diferenças e isso é muito interessaante..
Só não mudamos o fundamental: sermos irmãos, filhos de Um mesmo Pai,
Nosso Criador!! fantástico...parabéns
beijo
Verônica

3:05 AM  
Anonymous Gislene said...

Oi Dy...
Uma retrospectiva legal destes 03 anos de Holanda, espero que daqui 03 anos eu possa tbm contar sobre minhas experiências aqui na Bélgica, que por enquanto ainda não me são muito atrativas...tenho muitas saudades do Brasil, mas acredito que vai passar...
Lembro sempre de uma música da minha igreja que diz: É pelo calvário que se chega a glória, foi assim com ele Jesus...homem especial e divino e não há porque ser diferente conosco, humanos e pecadores.

Fique na Paz de Deus !

Gde bjo.

4:25 AM  
Anonymous rosangela said...

Legal Naldy... Gostei de ler suas impressões, as primeiras e as atuais... Hummm e fico imaginando como estarão as impressões daqui a dez anos... :) Abraço,

7:33 AM  

Post a Comment

<< Home

 
 

Patiplates Exclusivas + Alle Rechte vorbehalten + Todos os Direitos reservados + Dy na Holanda Blog