<body ><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d9613165\x26blogName\x3dDynaHolanda\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://dynaholanda.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://dynaholanda.blogspot.com/\x26vt\x3d-7226695563917687303', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
 


O Casal:

Photobucket

em portugues:

Carioca do Rio de Janeiro,casada com o holandes Peter,de Amsterdam.
Nos nos casamos no Rio, em abril de 2003 e chegamos a Holanda em dezembro de 2003.
Conheci o Peter em janeiro de 2001. Ele foi ao Brasil, de ferias. Naquela epoca, eu morava em Sao Paulo - pois estava terminando o meu curso de Direito.
Hoje ja estamos mais adaptados a toda essa mudanca. Ainda falta muita coisa. Leva tempo. Mas valeu pena. Estamos felizes.
Ja passamos muita coisa. Ja conseguimos falar um pouco o holandes. Os meninos ja falam tudo. Entendo bastante. Por que nao dizer muito? Falo menos que isso (rs...). Peter ja entende mais portugues do que diz saber. Desistir? Nunca. Vamos ate o fim em tudo. E enquanto prosseguimos, voce aproveita e compartilha com a gente da nossa historia e nossas fotos!!


in English:

Naldy, Brazilian, from Rio de Janeiro, married to the Dutch Peter, from Amsterdam.
We married in Rio on April 2003 and started living together in Holland in December, 2003.
I met Peter in january, 2001.In Brazil. He was on vacation. At that time I was living in Sao Paulo because I was finishing my studies to become a lawyer.
Now we are more used to our new life here. Off course there are so many things to know, to learn. It takes time. But it is worth it.
We are happy.
We have experienced a lot. I can speak some Dutch. The kids can speak Dutch already. I could say a lot. I talk less than this. (lol). Peter understands more Portuguese than he tells us! Give up? Never. We will go on until the end. And while we are here, why don t you enjoy sharing our story and our pictures?

Eu amo :
Musica-especialmente bossa nova- e a que toca aqui e PASSEAR do Helio Zaggaglia e eu canto!, gosto de dormir, amigos, cinema, filmes, shopping!!
Mas amo de paixao meus filhotes, o meu amor, minha familia e JESUS.


Eu odeio:
Inveja, ciume, falsidade, calor de 40 graus, frio com aquela chuva fininha
que nao dah pra usar sombrinha, suco de abacaxi.


Minhas Dicas:

Aulas de Holandes


Flog dos Nossos Filhos:

Fotolog do Filipe

Fotolog do Lucas
Orkut dos Nossos Filhos:

Orkut do Filipe

Orkut do Lucas

Sites interessantes:

BRASILEIROS NA HOLANDA
Mundo Pequeno
Dutch language links
Google - BUSCA
Expatica.com
Dutchnews.nl
IND - Imigracao
Traducoes
Traducoes Altavista
Empregos para quem nao fala holandes
Undutchables, empregos
Jornal O Globo
Tudo sobre a Holanda
Cidade de Eindhoven
Cidade Maravilhosa - Rio!
IBC-Eindhoven
PASTOR CORY HOMEPAGE
English Churches in Holland
E-Kerk - Igrejas na Holanda
Aglow International Eindhoven
English Speaking Aglow in Europe
Igreja Presbiteriana da Tijuca
IECT-Igreja Congregacional Tijuca

Dicas para vir para Holanda:


Blogo aqui também:


Familia Virtual:


Image hosting by Photobucket


Eindhoven:


The WeatherPixie

Rio de Janeiro:

The WeatherPixie



Quer me linkar no seu blog?

Pega meu selo:

Photobucket

Desenho do selo por Patibee!

Volte Sempre!


 Wednesday, March 14, 2007                

Uma carta a uma amiga

(cortei partes e deixei o essencial)

Quem sabe você queira ler e se identifique comigo?

Eu passei ‘maus bocados’ aqui e o blog foi uma forma de 'soltar a língua'.
Agora, já adaptada, eu não falo tanto de mim, mas vejo muitas amigas que ainda contam tudo.
Se assim ajuda, porque não?
Olha, volta e meia marido diz que precisamos falar mais Holandês (novidade!) afinal estamos aqui há 3 anos.

Eu confesso que detesto o idioma Holandês e esse é um dos motivos pelos quais eu ainda não sou fluente, pois acho a língua feia, ridícula mistura de Inglês/Alemão/Francês e sem a menor utilidade.
Mas fazer o quê? Casei com um holandês e ficar sem entender é horrível, pois a conversa rola e quando não se entende, passa-se por 'burra' - a não ser o meu 'manager'- americano, e como tal, não aprende idioma de ninguém, certo? Todos falam a língua dele.
Anyway...
Mas resolvi me adaptar para poder viver aqui. Hoje falo o idioma. Dá para o gasto, diria.
(...)
Aliás como disse ao meu filho essa semana: Brasil nunca me 'deu nada'. Nunca consegui alcançar meus objetivos lá. De lá só sinto falta da minha família. Nem da cidade eu sinto falta. Calor, ruas esburacadas, medo dos trombadinhas, assaltantes, marginais. Não sinto falta de nada disso. Não sinto falta das propagandas de mulheres nuas o tempo todo, de programas de TV obcenos a todo instante; não sinto falta de novelas em que todos os casais se separam, os casais são sempre formados após separações, enfim, aquele ambiente propício para as famílias se desfazerem: Não sinto falta.
Talvez assim, eu tenha conseguido me adaptar. Sei lá.

Se for para fazer um ‘adendo’: Sinto falta dos shoppings abertos até as 10 da noite com cinemas, e tudo o mais. Só na Alemanha e na França temos isso. Por aqui o povo acha um absurdo! Pra quê? fala sério!
(...)
Claro que o Rio de Janeiro para mim continua sendo a 'Cidade Maravilhosa', claro que eu amo minha família e o Brasil, eu ‘meto o pau’ mas se alguém falar mal eu xingo...rssss
Mas para nos adaptarmos, precisamos querer. Foi difícil para mim.

O Holandês, de um modo geral, não é machão, não manda na mulher, mas acha que sempre tem razão - aliás normal no sexo masculino hahahha
Mas são - em geral- fiéis, companheiros (...)
Mas tb entendem quando temos nosso tempo.
(...)
Acho importante termos amigos que não sejam dele. Acho que isso me ajudou.
(...)

Vai ao Brasil? (...)Eu só fui uma vez até agora!
Primeiro não tinhamos dinheiro. Agora tenho grana para ir e não tenho tempo.
Vc deve aproveitar para rever a família.
Talvez vá sentir o que eu senti e muitas amigas blogueiras sentiram tb: O povo não está esperando por vc. Vc não pertence mais aquele lugar e vc vai ver que aqui já é a sua casa. (...)

Hoje posso afirmar que gosto de morar aqui. Aqui é a minha casa, minha cidade, meu país.
Serei brasileira sempre. Nada vai mudar. Mas aprendi a amar a Holanda. Lugar que me acolheu. Não é lugar perfeito. Isso não existe. Mas que abriu as portas para mim. Podem falar o que quiserem, mas aqui eu cresci.
Enfim, espero ter te ajudado.

Nota da DY:

Você também passou algo semelhante?
Você também ainda procura a adaptação?
Você já está com tudo 'resolvido'?
Você discordou de tudo o que eu disse?
Manda sua opinião! Só não vale xingar que eu deleto! ;)

20 Comments:

Blogger Flávio said...

Naldy, acho que é por aí mesmo... vc está certíssima! Afinal, se escolheu viver em outro país precisa se adaptar a ele. E, mais do que isto, gostar de viver nele; só assim pode dar certo! :) Bjs, bom resto de semana.

6:59 PM  
Anonymous Marlio said...

Nunca procurei me adaptar, Naldy.
Acho as diferencas na verdade pequenas, apenas detalhes geograficos.
Acho que com a minha mentalidade, me adapto mais aqui do que ao Brasil.
Acho que la que era dificil adaptar. A ilusao da lingua e dos amigos nao me enganavam...

aqui sou feliz...

9:31 AM  
Blogger milton toshiba said...

Naldy, nunca passei por nada parecido, mas acho que vc está certa.afinal, mora ai e é casada com um holandês.

O importante é ser feliz!

beijos

10:47 AM  
Anonymous Anonymous said...

Noite em Alkmaar... ando eu calmamente pelas ruas tranquilas, curtindo a arquetetura, os canais, sem medo de ser assaltada ou questionada por qualquer individuo estranho.Esse eh o motivo numero 1 q me fez gostar daqui. O segundo, a igualdade social. Claro q existem os mais ricos, os mais pobres, mas no geral todos tem o mesmo estilo de vida. A moca da limpeza nao eh discriminada pelo diretor ( como acontecia na empresa q eu trabalhava no Brasil ). Nem tudo eh perfeito aqui: o inverno eh longo, a bicicleta eh necessaria e o sistema de saude as vezes me deixa possessa, mas nenhum lugar eh perfeito... Eu tambem ainda nao domino 100% a lingua, mas todos me entendem e a fluencia vem c o tempo. Pra me sentir mais em casa tenho um grupo de amigas brasileiras q felizmente encontrei aqui e 2 ou 3 vezes por mes fazemos algo juntas. A escola tambem me fez conhecer muita gente nova e tambem tenho um grupinho de colegas da escola. Agora soh esta faltando o emprego, mas um passo de cada vez...
Depois de deixar uma carreira no Brasil tenho q comecar de novo aqui, mas o que eh a vida sem desafios?
E concordo com vc Naldy... a Holanda agora eh a minha casa... ja sinto assim.
Silvia

1:08 PM  
Anonymous Pururuca do Brejo said...

Não penso que um idioma seja inútil. O Holandês pode não ser muito falado, mas se é a língua do seu país, é claro que é importantíssimo aprendê-lo!
Já pensei mal do Brasil, mas hoje aprendo a conviver com os dois sentimentos em relação a Portugal e ao Brasil. Gosto da segurança que tenho aqui, da estabilidade financeira. Mas sinto saudade do meu povo, da alegria, da minha profissão...
Acho que temos que nos adaptar e não ficar pensando apenas no Brasil quando estamos no nosso novo país ou ao contrário.
Beijos

2:38 PM  
Anonymous Elizabeth said...

Oi Naldy,
legal voce ter contado um pouco como se sente. Eu aprendi a falar rapido mas por necessidade o marido estava sempre viajando e eu precisava resolver coisa de escolas e diversões dos meninos. Me adaptei a Suécia, gsoto daqui, mas odeio o frio e a neve. O Brasil reconheco ser violento mas sinto muita falta de quase tudo de lá. Vou sempre que posso para visitar amigos e parentes e só não mudo para uma cidade pequena de lá porque meus filhos vieram para cá pequenos e hoje em dia são mais suecos que brasileiros no jeito de ser. Com eles não mudaram para lá e eu quero ficar por perto deles, vou ficando por aqui. Mas não quero ficar velha na Suécia, assim que me aposentar mudarei para qualquer pais onde o sol Brilhe todos os dias.
Beijos

3:00 PM  
Anonymous Daniela Mann said...

Olá Naldy, desculpe a minha ausência, mas como ando atarefada a tirar uma Pós-Graduação, mal tenho tempo para postar e quase nenhum para visitar os amigos! Mas não esqueço nenhum e logo que acabe o curso volto "à carga" com mais frequência!
Identifico-me muito consigo! Já vivi apenas dois anos na Noruega e gosto mais de Portugal quando estou lá, do que quando estou cá! LOL Mas o nosso país é como a nossa mãe, ainda que tenha defeitos, amamo-la sempre e ai de quem diga mal!
Beijinhos amiga e continuação de boa adaptação! ;)

3:01 PM  
Anonymous ingrid said...

acho q a gente sempre ta tentando encontrar seu lugar, seu espaço, seja no lugar q nasceu ou outro. fico feliz por vc sentir amor ao país q te acolheu e encontrar seu espaço. mas nunca se esqueça da sua família e amigos q vc deixou. acho q vc foi um pouco dura dizendo q o povo nao está te esperando. acho q sua familia sim, sempre te espera. Mas a vida corre e eles sabem q vc ta longe. É a vida, é como acabar o colegio e vc nao ter mais contato com os amigos tanto quanto vc gostaria mas aonde eles estiverem a gente sempre torce pela felicidade deles e sente falta. estranhei vc falar q nao sente falta de mulher nua na tv, principalmente morando na Holanda. Q dizem ser um país liberal, onde háuma rua so p garotas de programa, q o sexo nao é tabu, e dizem ate q o governo dá seringas p os drogados. nao sei se iss é verdade. mas eu nao tenho tanto nojo do apelo da midia com mulheres nuas. Pelo menos isso nao me encomoda. O q encomoda é a violencia q realmente ta matando nosso país, as drogas, a miseria. Disso vc realmente se livrou visto q imagino q na Holanda nao há diferença social tal abrupta q a pessoa nao vive cada dia pensando q vai morrer de fome. gostei do seu post, fala das suas ideias. Isso sempre é bom. Bjs amiga!

4:02 PM  
Blogger Denise! said...

Olá Naldy,

Trago um convite especial: passa lá no blog, pois hoje é dia de festa - não é todo dia que um blog faz aniversário, né?

Bom final de semana.

Beijos e Até Mais!!!

7:29 AM  
Blogger prs said...

Oi
entendo muito bem oque você escreveu aqui. Vivo na Alemanha desde 1991 - isso mesmo! - e fora da minha familia hoje não sinto falta de mais nada. O resto que gostaria de ter é luxo, posso muitobem viver sem pois em troca tenho outras coisas auqi na Alemanha que valorizo muito.
Coo diz um ditado alemão: "cada uma é o ferreiro da sua própria felicidade" já que estamos aqui devemos nos abrir, aprender e misturar tudo para tirar o melhor proveito para nós.
Um abraço
Paula

9:02 AM  
Anonymous Anonymous said...

Voce está certissima, eu tenho meu trabalho mais se tivesse oportunidade ia para outro país, pois o que mais incomoda no Brasil é a falta de respeito pelo semelhante

7:51 PM  
Anonymous Jack said...

Vc fez da Holanda seu Home Sweet Home, acho que é isso...
Bjocks e boa semana!

3:51 AM  
Anonymous Meire said...

1)Nao, nunca passei algo semelhante.
2)Acho que sempre estamos procurando nso adaptar.
3)Ainda nao.
4)Como assim?
Ta respondido?
Bjs

4:04 AM  
Blogger luma said...

Tem um artista plástico chamado Jean Donne que disse uma frase que acho corretíssima: "Ser patriota é gostar e cuidar da sua rua" aqui no Brasil é difícil encontrar alguém consciente, as pessoas não têm consenso social e deixam tudo a cargo do governo, o tempo que sobra é pra falar de futebol, música e novela. Na hora da privação, culpam novamente o governo. Acho que está corretíssima no pensamento.
Beijus

9:05 AM  
Anonymous Eliana said...

Naldy, vc fez um excelente resumo e como é possível perceber que todo mundo ou quase todo mundo passa exatamente pelo que vc descreve na sua cartinha. Faço das suas palavras as minhas! Bjs

1:37 PM  
Anonymous rydianne said...

Olá naldy, que saudades de vc, li seu post e ainda não passei, mas já começo a me preparar pra isto. Estou me casando em abril, já fiz o teste de holândes, passei graças ao nosso bom Deus, estamos resolvendo a papelada e esperando a resposta da imigração, me caso no religioso, pq sem a benção de Deus eu não vou para lugar nenhum, e no civil me caso na Holanda. Confesso que as vezes tenho medo da saudade que vou ficar e da agonia da falta de sol, pois além de viver num país tropical, ainda sou do norte onde o sol é muito mais forte e incidente. Mas como vc citou todas as vantagens e desvantagens, a balança acaba pesando mais para vantagens, a televisão brasileira com certeza é uma desagregadora de lares e quero criar meus filhos bem longe disso.

Beijos e muitas bençãos para o seu lar

2:26 PM  
Blogger prs said...

Oi
depois de 16 anos na Alemanha já me adaptei e me resolvi, cresci e aprendi muito e estou em paz comigo mesma.
Todo dia eu procuro tirar o melhor doque carrego em mim, tanto brasileiro como alemão. Falar a língua do pais em que vivemos é essencial, não precisamos virar um deles mas também não podemos teimar e continuar como éramos no Brasil. Sem dúvida depois dos 2 primeiros anos (que eu considero os piores até tudo se ajeitar) tudo melhora.
E por pior que tenha sido alguma experiência, pelo menos para aprender algo ela serviu, então tudo é lucro.
Bjs Paula

4:22 AM  
Blogger Jôka P. said...

Morei 8 anos na Europa, mas nunca deixei meu coração balançar mais pro lado europeu.
Europeus quase sempre são chatos, amrgos, antipáticos, frios, sem senso de humor e,pior de tudo, têm hábitos de higiene muito irregulares.
Além des erem muito feios.
Prefiro mil vezes o Brasil e o meu povo.
Europa, só de férias, mesmo assim em primeira classe.

bjs!

8:01 AM  
Anonymous Marlio said...

ah, eu vou xingar:

Naldy, cara de mamão...

9:54 AM  
Anonymous Susana said...

O comentario do Joka e' de tirar o chapeu ! Ele esta coberto de razao !

Bjs,

Susana

5:34 AM  

Post a Comment

<< Home

 
 

Patiplates Exclusivas + Alle Rechte vorbehalten + Todos os Direitos reservados + Dy na Holanda Blog